Bang & Olufsen escolhe Genelec para o seu laboratório de Realidade Virtual

A Dinamarquesa Bang & Olufsen pioneira em eletrónica, escolheu os monitores Genelec SAM para equipar o seu novo laboratório, que permitirá aos pesquisadores na sede da B&O em Struer, efetuar simulações de alta-precisão relativamente ao comportamento sonoro dos altifalantes em determinados ambientes.

A esfera de monitores é suportada em torno de uma estrutura de 3 metros de diâmetro, construída dentro de uma câmara anecoica e utiliza uma rede de 35 monitores Genelec 8320, cinco monitores coaxiais de três vias 8331 e quatro subwoofer 7050, para criar campos sonoros em formato estéreo simples, em 5.1 ou até um 22.2, podendo ser ativados e comutados instantaneamente. O resultado é um ambiente único que permite ao ouvinte experimentar as condições acústicas específicas de um público, o interior de um carro, uma sala de estar ou qualquer outro ambiente acústico.

No centro do projeto de pesquisa está a análise e a compreensão da reverberação: o que é, como o som reage às superfícies reflexivas e como ele pode beneficiar - ou prejudicar - a experiência do usuário.

"Queríamos levar a vida real para o laboratório", diz o Dr. Neo Kaplanis, líder científico da B&O. Juntamente com um consórcio EU-FP7, Kaplanis examinou se é possível compensar os efeitos da reverberação para ajudar o departamento de pesquisa e desenvolvimento da B&O.

"A nossa memória acústica é extremamente curta, e isso dificulta a lembrança por um certo período de tempo de como soa um altifalante específico", continua ele. "E quando você ouve altifalantes numa loja, você não tem ideia de como esse mesmo modelo vai soar na sua sala de estar. Sabíamos que os mesmos altifalantes não soam iguais em salas diferentes, apenas não sabíamos o que era efetivamente diferente. Assim, a ideia deste projeto é investigar e registar a acústica de diferentes espaços para que pudessem ser facilmente simulados num ambiente controlado".

Kaplanis desenvolveu um novo tipo de gravação que captura a pegada acústica exclusiva de um espaço e, em seguida, desenhou um programa que reproduz sons desse precisos locais na esfera.

A colaboração entre Genelec e a B&O é já de longo prazo, segundo o consultor de Kaplanis, Søren Bech, diretor de pesquisa da B&O e professor da Universidade de Aalborg.

"A Genelec é uma empresa com um grande background em engenharia e com uma filosofia semelhante à nossa. Ouvimos vários modelos e decidiu-se que os monitores de estúdio SAM seriam perfeitos para o que estávamos a fazer: gravação de som de uma sala e reprodução mais tarde para o ouvinte poder mudar a mesma coluna entre diferentes salas, ou na mesma sala mas com diferentes colunas. "

Kaplanis acrescenta: "Queríamos um monitor que fosse o mais transparente possível, para que quando enviássemos algo para ele, tivéssemos de volta exatamente a mesma coisa. A Genelec tem certamente os melhores monitores de estúdio que podemos encontrar, e a sua ampla diretividade de frequêcias super controlada é um benefício significativo para o tipo de trabalho que estamos a fazer aqui. Eles também são muito pequenos e leves, e fáceis de localizar na esfera. "

A integração dos monitores SAM com o software GLM da Genelec foi fundamental para o projeto, e continua: "É super conveniente porque pode-se atualizar filtros, selecionar e desligar monitores individualmente, agrupar e controlar o volume de todos ao mesmo tempo. É fácil experimentar diferentes configurações com um único clique.

"Ser capaz de testar o som de um altifalante em diferentes ambientes com grande detalhe, sem estar fisicamente presente, traz uma vantagem óbvia para nós porque não temos conhecimento das condições de vida de um ouvinte em particular, mas agora é possível simular essas condições com um alto grau de precisão graças à experiência da Genelec em design acústico e reprodução de som de alta precisão ", conclui.

Thomas Lund, Tecnólogo Sénior da Genelec, acrescenta: "Com duas instalações deste género a uma curta distância geográfica (a outra é na Universidade de Aalborg) a Dinamarca encontra-se realmente preparada para a nova investigação e validação de resultados na área do áudio imersivo. A pesquisa binaural e in-room, beneficiam do ponto de radiação da série “The Ones”, e também da calibração GLM, limitando assim potenciais erros de perceção."